segunda-feira, outubro 31

Vidas de TETs

A pedido de alguns TETs e outros a caminho de o serem, e dado o silêncio a que este espaço tem estado votado, dou-vos conta de algumas das vidas de TETs deste espaço:
  • O Fred, depois de um longo caminho de obstinada obsessão (pois só assim se consegue terminar uma tese ;-) lá conseguiu cumprir os prazos (a que ele próprio se obrigou) e entregou o draft da sua tese ao orientador. Coincidindo com a entrega, conseguiu arranjar um novo local de trabalho, mas vou deixar que seja ele a contar, se assim o entender...
  • A Rosália está bem de saúde, apesar das olheiras e das insónias (os que ainda não sabiam, ficam a saber que também é uma forma de adivinhar se alguém é um TET ;-) e continua no caminho da descoberta, queixando-se (tal como o resto de nós :-) da falta de produtividade ao nível da escrita...
  • O António continua a alimentar um espaço de interesse comum que permite que TETs do mundo inteiro se encontrem através dos seus blogs e, entre outras coisas, descubram que a procrastinação parece ser uma característica universal TET ;-)
  • A Jaco, desde longo tempo desaparecida, foi vista recentemente a entrar para o Gabinete do Orientador (mais conhecidos por Consciências TET) não se tendo voltado a avistar desde então e desconhecendo-se o paradeiro ;-)
  • A Maria, uma nova TET deste espaço, tem andado ocupada com a sua tese de doutoramento e com todas as outras coisas que fazem parte da vida de um TET (para os que ainda têm dúvidas sobre ser ou não ser TET, leiam primeiro o blog dela e depois decidam se não têm nada melhor com que ocupar o vosso tempo ;-)
  • Eu?... bom, diria que padeço de sintomas pós-traumáticos após ter defendido a minha tese de mestrado. Ah, queriam saber se já tenho a proposta de doutoramento?... Humm... bom, quase ;-)

E vocês?... continuam a procrastinar? As vossas Consciências TET não vos disseram que andam a perder demasiado tempo com trivialidades? ;-)

segunda-feira, outubro 24

Propaganda


Por causa da Maria (claro que não estou a perder tempo ;-) relembrei-me de visitar os PhDcomics. Encontrei este poster para me relembrar de não procrastinar, pois alguém pode estar a espreitar ;-)

fazer um bebé e dar à luz uma tese

Ou será ao contrário?
A Maria, d'A minha vida com o doutoramento, encontrou 11 razões que tornam o doutoramento pior do que ter um bebé. É mais uma TET... e como me identifico: bebés 2, dissertação 1, tese (ainda não submeti a proposta e culpo o trabalho, os tachos, as roupas, as (des)arrumações, o trânsito da IC19, tudo desde que não seja culpa minha ;-)

Nestas questões, não interessa se estamos a abordar esta ou aquela temática: faz parte de um caminho com que todos nós nos identificamos, em menor ou maior escala.

Acho que está na altura de abrir este espaço a mais TET's de outras áreas de pesquisa... Alô Maria?