domingo, julho 30

Resultados Bolsas FCT em Agosto

Ontem o nosso espaço registou um pico de visitas. Fui dar uma espreitadela às «pegadas» e descobri que era por causa de umas listas com os resultados provisórios das bolsas FCT para este ano (2006). Parece que escaparam das fronteiras organizacionais e rápidamente começaram a ser divulgadas em diversos locais.

Uma vez que não são dados oficiais finais, parece-me que divulgar aqui algumas das listas que se encontram disponíveis poderá apenas ajudar a criar falsas expectativas. Desde que entreguei a minha candidatura que sei (pela informação disponível na FCT e por informação que me foi prestada no acto da entrega da candidatura) que o prazo eram 90 dias úteis a contar da data final (que relembro, foi extendida). Ou seja, os resultados irão sair até ao final do mês de Agosto e serão afixados no portal da FCT.

PS - Segundo informação prestada pela Administração do Forum da ABIC, as listas encontravam-se disponíveis após autenticação pelos bolseiros na sua área da FCT. Não houve portanto fuga de informação mas sim um erro.

tópico para tese

O Professor Tom Wilson esteve a fazer o levantamento do número de citações que os artigos publicados na Information Research (IR) recebem no Google Scholar (GS), tendo encontrado uma relação de 352 (IR) para 1 (GS):
"Does anyone have a student looking for a dissertation topic? - all the data are there in the search and in the hit records on the papers. It would be nice to say to authors, 'For every 'x' hits on your paper you are likely to get a citation recorded by Google Scholar', and suddenly the virtue of publishing in free, open-access journals becomes evident :-)"
Seria interessante também fazer este tipo de comparação com outras revistas científicas de livre acesso.

terça-feira, julho 4

Doutoramento - a odisseia de uma fase de vida

Penso que interesa a todos os TETs o resultado do estudo exploratório de Emília Rodrigues Araújo, do Departamento de Sociologia, do Instituto de Ciências Sociais, da Universidade do Minho, disponível em livro a ser lançado em Lisboa no dia 7 do 7 (sexta-feira), às 17:00, na Livaria Colibri (situada na FCSH, da Universidade Nova de Lisboa) , e em Braga no dia 14 de Julho, às 21:30, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva.

Resumo: "Este livro baseia-se numa pesquisa exploratória e versa o modo como se fazem doutoramentos em Portugal. Nele, a autora procura mostrar por que razões as pessoas tendem a interpretar o doutoramento comouma "fase".

A partir de uma interpretação sobre as várias formas de perceber e de usar o tempo, a autora alicerça-se numa pesquisa junto de doutorandos de diversas áreas disciplinares e procura mostrar quais os principais dilemas que se colocam no decurso do doutoramento. Nesse âmbito, apresenta, de forma esclarecedora, a influência de vários factores, como a área científica, o género e a idade sobre o desenrolar do doutoramento. Fornece também algumas indicações estratégicas aos doutorandos sobre vias alternativas de gerirem o tempo e o espaço durante esta fase de vida." [negrito assinalado por mim]