quarta-feira, agosto 30

Workshop Comunicar a Ciência 2006



Data: 27 a 30 de Setembro

Local: Instituto de Biologia Molecular e Celular ; Rua do Campo Alegre, 823—Porto

Participantes: 16 cientistas/investigadores

Objectivos:

- Dar a conhecer aos investigadores os meios à sua disposição para a comunicação do seu trabalho: escrita, meios audiovisuais, internet;
- Tornar os cientistas mais eficientes na comunicação (escrita e falada), com o público e com os media;
- Motivar e dar ferramentas aos investigadores para serem mais pró-activos na realização de actividades de comunicação de ciência com o público e com os media;
- Dar a conhecer aos investigadores o funcionamento dos media de forma a desdramatizar a interacção entre os cientistas e jornalistas;
- Dar a conhecer aos investigadores as várias perspectivas e correntes de pensamento internacionais em relação à comunicação de ciência e à literacia científica.


Inscrições

Custo: 100 €

A inscrição cobre almoços e cafés. A organização não cobre despesas de jantar, alojamento ou deslocações dos participantes.

Para se candidatar preencha o formulário de candidatura até à data limite de 5 de Setembro.


Organização Geral:

Ana Godinho Coutinho (Stem Cell Research, Edinburgo, Reino Unido)
Mónica Bettencourt-Dias (Cambridge University, Reino Unido)
Sofia Jorge Araújo (Instituto de Biologia Molecular de Barcelona, Espanha)

Organização local

Júlio Borlido Santos (Instituto de Biologia Molecular e Celular)
Rita Portela (Instituto de Biologia Molecular e Celular)


Para mais informações contacte:info@comunicar-ciencia.org ou visite o site

sexta-feira, agosto 25

FCT - Resultados a serem comunicados hoje

Segundo comunicado no site da FCT:
"DIVULGAÇÃO DAS PROPOSTAS DE DECISÃO

Todos os candidatos, ao concurso de Bolsas de Investigação em C&T de Março/Abril de 2006, serão hoje notificados por e-mail das propostas de decisão relativas aos seus processos de candidatura.

A esta proposta de decisão e após o período de 10 dias úteis em que os candidatos podem, se assim o desejarem, formular os comentários que considerem convenientes, seguir-se-á a decisão final da FCT que será comunicada por escrito.

FCT, 25 de Agosto de 2006

O Conselho Directivo da FC"

domingo, agosto 6

[eventos] Sociedade da Informação em Setembro

II Encontros de Alcobaça / Sociedade da Informação - 20 a 22 de Setembro, no Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra - CEIS 20:
Os II Encontros de Alcobaça/Sociedade da Informação, desta feita dedicados aos Testemunhos Orais e à preservação da Memória Digital, realizam-se no Centro de Estudos de Alcobaça da Universidade de Coimbra, de 20 a 22 de Setembro de 2006.

Estes II Encontros de Alcobaça/Sociedade da Informação pretendem abordar, de modo sistemático e com base na análise de casos concretos, os seguintes temas principais:
  • Recolha de testemunhos vivos como fontes para a compreensão do passado
  • Conservação, descrição e classificação de registos sonoros de testemunhos
  • Preservação e recuperação da informação digital

sexta-feira, agosto 4

Contributo para a dinamização de Museus...

... que pode ser replicado noutros espaços museológicos ou de exposição.

Joaquim Manuel Castelo Ramos (2006). Auto-Organização em Sistemas de Sinais. Tese de Mestrado em Design, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Arquitectura [disponível em pdf]:

"Em vez do percurso dirigido (com objectivos didácticos precisos) ou percurso livre, poderemos ter o percurso por emergência (com objectivos didácticos variáveis consoante o público) baseado num sistema que conserve informações deixadas pelos visitantes passados e que transmita essa informação aos visitantes futuros. A comunicação entre os elementos participantes é efectuada de forma indirecta através de uma espécie de campo de feromona, que possibilita a construção de um percurso singular, mas dependente do histórico do conjuntos das interacções."

"O sistema de sinais aqui proposto é constituído por um conjunto de dispositivos de interacção, que suportam a ideia dos semioquímicos utilizados pelas formigas para fazer emergir o omportamento colectivo. (...) adapta-se de acordo com a interacção dos utilizadores, proporcionando um conhecimento emergente do espaço e dos conteúdos, sem pré-determinismo, por meio da activação de associações entre os conteúdos de uma forma não linear."


Para quem está a conceber instrumentos para recolha de dados, vale a pena ver com atenção a secção de Anexos da Tese, nomeadamente o anexo para registos de observação no Museu em que teve lugar o teste (Museu Nacional de Arte Antiga).