quinta-feira, dezembro 20

bolsas

Bolseiro (M/F) - CES
O Centro de Estudos Sociais – CES – Laboratório Associado (Universidade de Coimbra) tem aberto um Concurso para contratação de um bolseiro/a para trabalhar no âmbito do Projecto “Risco, Cidadania e o Papel do Estado num mundo Globalizado”, com a referência PTDC/SDE/64369/2006, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.
Ler mais >>


Bolsa de Investigação
Encontra-se aberto concurso para atribuição de uma Bolsa de Investigação no âmbito do Projecto PTDC/AMB/66909/2006, designado por Sustainamics - Modelação Dinâmica como suporte à Avaliação Integrada da Sustentabilidade financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia através do projecto 3599 – Promover a Produção Científica, o Desenvolvimento Tecnológico e a Constituição de Redes Temáticas.
Ler mais >>


Bolsa de Técnico de Investigação
O Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) abre concurso para atribuição de uma bolsa de Técnico de Investigação no âmbito do projecto PTDC/BIA-BCM/66818/2006, intitulado “HFE: análise genómica e bioquímica de uma proteína multifuncional”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia através do programa PIDDAC.
Ler mais >>


Bolsa de Investigação INESCPorto
O INESC PORTO abre concurso para atribuição de uma Bolsa para trabalhar no Projecto de Investigação "Compilação e Síntese de Algoritmos para Processamento de Imagem em Matlab para Sistemas Vectoriais em FPGAs", no âmbito dos Projectos de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico, financiados e geridos pela FCT.
Ler mais >>

mais info

terça-feira, dezembro 18

O Futuro é já ali...


Espaço dedicado a teses e preparação de teses. Aproveitei-o para divulgar a saída de informação relacionada com o futuro da Ciência e Tecnologia em Portugal e arredores.

E como este assunto interessa-nos na medida em que muitos de nós somos os "motores" desta engrenagem que se intitula desenvolvimento da Ciência e Tecnologia, valerá apena fazer uma leitura mesmo que transversal para nos situarmos na realidade (nossa ou deles?) que é expressa no documento. Boas leituras aqui.

quarta-feira, dezembro 5

Bom dia

Já que não me conhecem (alguns), nem ao meu trabalho, dou-vos uma ideia do que foi a minha tese - uma ideia mesmo muito sucinta, por sinal.


Procura-se compreender se os indivíduos actuam como resistentes no contexto de uma comunidade terapêutica, uma instituição total. Através de uma abordagem qualitativa que junta a observação à recolha das narrativas de vida, interroga-se a forma como os indivíduos vivem o tempo e os seus quotidianos, bem como os sistemas simbólicos hegemónicos que os enquadram. A proposta de análise inclui algumas das abordagens associadas ao interaccionismo, cruzando-os com aspectos associados aos capitais e à descaracterização do habitus em função dos percursos de vida. Por fim, apuram-se algumas categorias nucleares, com particular centralidade nos aspectos temporais e em situações de transição específicas, na comunidade, como a da ressaca, ou a da separação do contexto de consumo e do mercado capitalista.


Como agora sigo em frente, estou a fazer o projecto para apresentar à UMinho! Estou em transição, como diz a Mónica!



terça-feira, dezembro 4

tentando encontrar o rasto aos TETs

A Margarida já defendeu o seu mestrado em Antropologia dos Movimentos Sociais (Muito Bom por unanimidade :) e já está a frequentar o programa de doutoramento no Departamento de Sistemas de Informação, da Universidade do Minho.

A Rosália, uma das fundadores deste espaço, está na recta final do mestrado, com a redacção do documento final. Força!

A Glicéria, que anda às voltas com o doutoramento em Ciências da Educação, é educadora de infância e tem um mestrado em Administração Escolar (mais uma re-incidente TET, ou biTET ;-)

Uma nova TET, a autora do Doctorices, iniciou a sua investigação na área das Ciências da Educação (penso que na UNL). Para ela, os votos de uma boa viagem pelos caminhos do doutoramento.

Eu?... Bom, eu estou em transições de diversas ordens: transição de espaços informacionais, transição de local de trabalho e transição familiar... e com saudades dos encontros presenciais que marcaram, em tempos, este espaço virtual.

Mais TETs sozinhos por esse ciberespaço? Partilhem os vossos tópicos, as vossas dúvidas, os vossos marcos, as incertezas, o que resultou convosco, novas metodologias de trabalho, novas ferramentas de trabalho, eventos interessantes... ou até mesmo uma piada. São sempre bem-vindos neste espaço. Afinal temos todos um denominador comum: estamos unidos nas etapas que marcam a vida de um TET ;-)

terça-feira, outubro 9

CONTRATAÇÃO DE DOUTORES EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO


A Universidade de Lisboa tem aberto concurso para recrutamento de quatro doutores em Ciências da Educação (ou áreas afins) até 7 de Dezembro de 2007.
Há duas posições abertas pela Unidade de I&D em Ciências da Educação (Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação) e duas posições abertas pelo Centro de Investigação em Educação (Faculdade de Ciências).
Os contratos são de cinco anos, com os perfis indicados no Portal Eracareers.

C2007-UL-Education-UI&DCE:
http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&jobId=7617
C2007-UL-Education-CIE:
http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&jobId=7608


Agradece-se a divulgação desta informação por todos os meios possíveis.

domingo, outubro 7

bolsas e incentivos

Finalmente o montante mensal da bolsa chegou. Será que passaram a pagar a todos no primeiro dia útil do mês a que a bolsa diz respeito, ou terei sido apenas eu porque estava à espera do 1º processamento?
Para quem interessar, seguem mais elementos sobre a transição de «funcionária» para «bolseira» cujos custos não devem ser ignorados e a sua antecipação poderá poupar alguns problemas:
  • ausência de rendimentos durante 3 meses - tempo que mediou entre o ter sido equiparada a bolseira sem vencimento no INETI (e ter deixado de receber o meu vencimento) e o momento em que a FCT me passou a creditar o montante da bolsa.
  • diminuição dos rendimentos durante os 3 anos da bolsa - dado que a FCT não permite que o indivíduo mantenha o seu vencimento e lhe seja dado um complento mensal, passei de 14 vencimentos ano, para 12. A excepção a esta regra é para quem está na carreira de professor que, caso o seu vencimento seja superior à bolsa, mantém o vencimento (e respectivos subsídios de férias e de Natal) mais 250 euros de complemento mensal.
Ou seja, na prática estas questões configuram um desincentivo ao desenvolvimento de competências de terceiro ciclo, para quem já está no mercado de trabalho (e tem filhos) mas que não ganha o suficiente para poder pagar as propinas de doutoramento (nem as viagens). Se calhar é mesmo este o objectivo: só ter acesso ao 3º ciclo de estudos quem tiver dinheiro para o pagar... ou, pertencer ao grupo daqueles que, apesar de todos os obstáculos existentes, são suficientemente casmurros para não desistirem. Eu não desisti ;-)

Interrogações sobre limites da ciência

Conferência dias 25 e 26 de Outubro na Fundação Calouste Gulbenkian, auditório 2:

"(...) a Ciência estará agora a entrar num beco sem saída devido às limitações técnicas e à incapacidade de comprovar novas teorias? Esta vai ser a questão de fundo presente nas intervenções dos oradores convidados. O professor e ensaísta George Steiner, convidado a conceber esta conferência e João Caraça, director do Serviço de Ciência da Fundação, deixam duas perspectivas em forma de análise introdutória para estes dois dias de reflexão."

segunda-feira, agosto 13

Comunicadores de Ciência para o Instituto de Bioética da Universidade Católica Portuguesa - GIB (Porto)

Referência: C2007-UCP/GIB/2007

Área científica genérica: Communication sciences

Área científica específica: Science communication

Resumo do anúncio:
Integrando uma equipa multidisciplinar, a função centra-se na investigação, desenvolvimento e implementação de estratégias de comunicação das ciências da vida e suas dimensões éticas. Partindo da realização de um diagnóstico de públicos a nível nacional, o(a) investigador(a) participará ainda na criação de redes institucionais para a experimentação e implementação das estratégias criadas.

Texto do anúncio
O candidato seleccionado integrará a equipa multidisciplinar do Projecto Ciência e Sociedade – promover a cidadania através da Reflexão sobre os aspectos éticos das Ciências da Vida que nasce da parceria entre o Gabinete de Investigação de Bioética (Gib) e o Centro de Investigação em Ciências e Tecnologias das Artes (Citar) da Universidade Católica Portuguesa.


O projecto centra-se no desenvolvimento do papel da universidade/entidades investigadoras na sociedade do conhecimento e no seu contributo para a cidadania. Este investimento será feito através da investigação sobre a divulgação de conhecimento científico assim como do fomento da reflexão ética sobre o avanço das ciências. Assim, com o envolvimento e motivação da população portuguesa para as ciências da vida e para as suas implicações éticas como horizonte e finalidade, o projecto tem como grandes objectivos: 1) realizar um diagnóstico rigoroso e sistemático dos diferentes públicos portugueses e das suas necessidades específicas; 2) desenvolver novas e melhores metodologias de disseminação de conhecimento científico; 3) desenvolver uma grande quantidade de conteúdos multimédia e audiovisuais e disponibilizá-los através de diversos media; 4) organizar redes nacionais (com entidades educacionais, de comunicação social e museológicas) e internacionais orientadas para a divulgação científica; 5) organizar eventos de divulgação dos conteúdos criados.

As grandes áreas de responsabilidade associadas a esta função serão: realizar o diagnóstico dos públicos portugueses; criar, experimentar e implementar novas metodologias de comunicação de ciência para os diferentes públicos identificados; desenhar e planear estratégias de comunicação a nível nacional; desenvolver os conteúdos para divulgação e estabelecer redes de parcerias para a implementação das estratégias de comunicação definidas.

Será especialmente valorizado um perfil pessoal que inclua competências de trabalho em equipa (ex: competências de comunicação e negociação em contextos multidisciplinares), motivação para trabalho de campo, experiência de dinamização de grupos e de comunicação em público.

Salário e benefícios: Salário será de aproximadamente 42.000 € ano antes de impostos, em conformidade com as directrizes do Ciência 2007. Benefícios incluem o seguro de saúde privado, segurança social e férias

Procedimento de âmbito de aplicação:

Os candidatos deverão enviar os seguintes elementos por correio ao endereço mencionado *

- Cv (contendo lista de publicações e endereço de email)

- Carta de motivação

- Nomes e contacto de 2-3 pessoas que possam fornecer uma carta de recomendação se necessária.

A candidatura deverá ser enviada para:

Instituto de Bioética

Universidade Católica Portuguesa - GIB

Rua Diogo Botelho 1327

4169-005 Porto

Portugal

O envelope deverá conter a seguinte referência: C2007-UCP/GIB/2007

Um email será enviado para confirmar recepção de candidatura. Após análise dos elementos da candidatura os candidatos elegíveis serão contactados para entrevista (para candidatos internacionais por telefone).

Contacto para mais informações:

Ana Sofia Carvalho

GIB - Universidade Católica Portuguesa - Centro Regional do Porto

Portugal

Telefone: + 351-22-6196216

Fax: + 351-22-6196291

Correio electrónico: acarvalho@porto.ucp.pt

Número de vagas: 1

Tipo de contracto: Contrato a termo certo

País: Portugal

Localidade: PORTO

ver anúncio original

da SAGE para todos nós

Unlimited access to Sociology journals from SAGE

Register here to gain free access to over 30 Sociology titles

Get acquainted with SAGE’s many journals in Sociology during our free online access period. We are currently offering free full-text access to more than thirty journals until 30th September, 2007!

Leading titles include:
  • American Behavioral Scientist

  • Body & Society

  • Cross-Cultural Research

  • Cultural Sociology

  • Current Sociology

  • Gender & Society

  • International Sociology

  • Journal of Black Studies

  • Journal of Contemporary Ethnography

  • Journal of Sociology

  • Journal of Sport & Social Issues

  • Labor Studies Journal

  • Sociology

  • Space & Culture

  • Theory Culture & Society

  • Work, Employment and Society

  • Young

  • Youth & Society

Don't forget to forward this message to your colleagues and students so they can also take advantage of this special offer!

domingo, junho 17

Questionário de um TET

Um pedido de divulgação, para participarem num estudo sobre blogs, de um TET da Universidade Católica:
"O meu nome é Hugo Neves da Silva, mestrando em Ciências da Comunicação, variante, Comunicação, Organização e Novas Tecnologias, na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa, pólo de Lisboa, e autor do blogue // lisbonlab //.

No âmbito do Mestrado, estou a elaborar a minha dissertação final sobre blogues e o seu impacto na Web em Portugal, pelo que gostaria de contar com a sua colaboração para a realização deste estudo através do preenchimento do seguinte questionário."

terça-feira, junho 5

Alguém que consiga ajudar?

Segundo mensagem da FCT:
"Em resposta aos seus emails enviados em Janeiro 2007, informamos que so pode usufruir de bolsa durante os periodos em que lhe seja concedida equiparação a bolseira sem vencimento." [sublinhado meu]
Qual o fundamento legal da FCT para a exigência de equiparação a bolseiro sem vencimento, quando o regime aplicável aos equiparados a bolseiros, funcionários da Administração Pública, regulado pelo Decreto-Lei n.º 272/88, de 03 de Agosto, estabelece ao abrigo do artigo 2º, alínea 1), que:
"A equiparação a bolseiro caracteriza-se pela dispensa temporária, total ou parcial, do exercício das funções, sem prejuízo das regalias inerentes ao seu efectivo desempenho, designadamente o abono da respectiva remuneração e a contagem de tempo de serviço para todos os efeitos legais." [sublinhado meu]
E quando o próprio regulamento da FCT estabelece no nº 3, do seu Artigo 25º, a propósito do regime de exclusividade, que:
"Os bolseiros que continuem a auferir a remuneração decorrente de vínculo contractual têm direito a um subsídio mensal no país ou no estrangeiro conforme previsto neste Regulamento, ou à diferença do subsídio de manutenção mensal da respectiva bolsa e a remuneração mensal auferida em resultado do vínculo contractual, deduzido o IRS, conforme a situação mais favorável para o bolseiro."
Na situação descrita, não se está a pedir o favor a ninguém. Está-se a pedir que sejam aplicadas as regras existentes. Será que para aplicar a lei e o Regulamento é preciso ter cunhas? Alguém sabe, quer e/ou está disposto a clarificar esta situação?

Nota: para quem se interessar pelo caso, terei o máximo prazer em disponibilizar informação complementar, uma vez que me diz respeito.

terça-feira, maio 22

Concurso para Bolsas Individuais da FCT

As boas notícias chegam finalmente. Já abriu o concurso anual de bolsas da FCT para este ano (Bolsas de Doutoramento e Bolsas de Pós-Doutoramento). Vejam em:
FCT: Formação Avançada de
Recursos Humanos - Concurso para Bolsas Individuais

Como novidades, a existência de 2 periodos de candidatura (cada pessoa só pode candidatar-se a um único periodo e a uma única área científica):

  • a primeira que já está a decorrer desde ontem (21 de Maio) e finaliza no dia 20 de Junho
  • a segunda, do dia 21 de Junho até ao dia 17 de Setembro

    quarta-feira, maio 2

    eBook Concept, Programa FP7

    Na sequência de uma mensagem que foi aqui deixada ficar por Mario Coelho, confirmo que o eBook Concept do Eurebooks do programa quadro FP7 (Coach: vehicle to success) está disponível para download apesar de requerer o registo dos utilizadores, conforme instruções disponíveis na página:
    "When registration has been completed and a license obtained from EUReBOOKS, and the viewer has been installed, it will then be possible to view The FP7 Coach: vehicle to success. At this time, the eBook can be viewed by simply double-clicking on it in Windows Explorer; the .pdc file (protected pdf file) is then decrypted and displayed."

    sexta-feira, abril 27

    Quantos somos na Internet?

    Querem ver o vosso nome num mapa global de internautas? Vão ao MapMyName, preencham os vossos dados e convidem mais pessoas para o fazer. É um projecto português que vai durar um mês. No final ficam também com o vosso cartão de projecto :-)

    terça-feira, abril 3

    Aproveitem, se for da vossa área...

    FREE Online Access to SAGE Education Journals
    (access ends April 30, 2007)
    Get acquainted with SAGE’s many journals in Education now during our free online access period. We are currently offering free full-text access to 33 titles for two months!

    The 4 journals featured below are immediately available to you today (no registration is necessary). Click on each journal’s title to be taken to its homepage where you can browse abstracts, perform quick or advanced keyword searches, and access full-text articles.
    American Journal of Evaluation

    Journal of Hispanic Higher Education

    Educational policy

    Gifted Child Quarterly

    quarta-feira, março 28

    Alguém se preocupa?

    Oportunidade de contribuir activamente para que a I&D em Porugal sejam tratadas com a dignidade que merecem. Está em causa a alteração das condições de um dos recursos mais usados (leia-se, abusados) no nosso sistema nacional de I&D. Para ajudar a rectificar esta situação:
    Abaixo Assinado para Alteração do Estatuto dos Bolseiros de Investigação científica

    segunda-feira, março 19

    Ferramenta de apoio para citações web

    Pode ser que poucas pessoas sintam esta necessidade, mas com o aumento de pesquisa e trabalho em ambientes web, julgo que possa ser de interesse para muito mais pessoas, nomeadamente para os TETs que por aqui vão passando ;-)

    Zotero - The Next-Generation Research Tool (blog de apoio onde vão dando conta das novidades e onde se podem fazer sugestões, nomeadamente de outros formatos de referência bibliográfica, para além dos que já disponibiliza) :
    "Zotero [zoh-TAIR-oh] is a free, easy-to-use Firefox extension to help you collect, manage, and cite your research sources. It lives right where you do your work — in the web browser itself."

    terça-feira, fevereiro 27

    Bolsas de Doutoramento e Mestrado

    Todos a postos? Preparados?

    Pois bem, está à porta o concurso anual das bolsas para Doutoramento e Mestrado da FCT. Segundo informação de uma colega que ligou para lá ontem, e á semelhança dos anos anteriores, a informação de que disponho é que o edital do concurso será disponibilizado dia 1 de Março e as candidaturas ficarão abertas durante 1 mês.

    Entranto podem ir adiantando «serviço», no caso de ainda não terem criado o vosso registo curricular na plataforma da FCT (mais conhecido por CV digital FCT ;-) pois vão precisar de o ter actualizado para submeter a vossa candidatura (para além de vos ser entregue a chave de acesso e a password de que irão precisar para preencher a vossa candidatura (todo o preenchimento é feito em linha e por isso é importante que já tenham todos os elementos de que vão precisar).

    Boa sorte e bom trabalho para todos os TETs e TETs to be (e digam coisas :-)

    segunda-feira, fevereiro 26

    MIT Portugal e FCT - Bolsas Abertas

    Bolsas abertas na MIT Portugal:
    "The call will be opened permanently from February 1st 2007. The applications sealed until the 24:00 of March 16th 2007, can be funded by May 1st 2007 (in exception to the Bio-Engineering area, in which those will start on September 15th 2007). The applications sealed until the 24:00 of June 30th 2007, can be funded by September 15th 2007." [see call in pdf]
    "Os programas de trabalho relativos às bolsas de Doutoramento, bem como os orientadores em Portugal e no MIT, serão definidos pelo Programa MIT-Portugal, pelo que se dispensa o candidato, no acto da candidatura, da apresentação do programa de trabalhos a desenvolver, do parecer do orientador e respectivo Curriculum Vitae, mas exige-se uma carta de motivação, na qual o candidato explicite as razões pelas quais pretende ingressar num destes cursos de Doutoramento e, em particular, nos temas seleccionados." [ver edital em pdf]

    domingo, fevereiro 25

    para desenvolver estratégias de pesquisa

    Via Information Research Weblog (by Professor Tom Wilson) encontro uma dica muito útil para organizar pesquisas, através da manutenção de um registo de termos de pesquisa (research log). Vale a pena percorrer todas as 6 secções do Developing Effective Search Strategies.


    segunda-feira, fevereiro 5

    Comunicar ciência


    depois de aqui termos dado conta dos encontros e da publicação do manual, é com muito gosto que anunciamos o site!

    nas palavras dos próprios:

    "Bem-vindo ao novo site Comunicar Ciência!

    Este é o novo endereço de Internet onde profissionais e interessados em comunicação de ciência poderão encontrar informação, hyperlinks e ferramentas de trabalho úteis para esta actividade. Dirigimo-nos em especial a investigadores, jornalistas e comunicadores de ciência, mas esperamos ser úteis a todos: professores, artistas, sociedades científicas, editoras, empresas, estudantes, entre outros.

    Pretendemos que o comunicar-ciencia.org seja um ponto de encontro e uma ferramenta de trabalho útil ao apoio e dinamização de actividades de comunicação de ciência, cada vez mais evidentes em Portugal.

    Obrigada pela sua participação."

    Vou já registar-me! e começar as leituras...

    domingo, fevereiro 4

    sábado, fevereiro 3

    7º Programa-Quadro de Investigação da UE

    Vou agora começar a tentar fazer sentido de toda a documentação, mas partilho, desde já, o site e as informações que me chegaram por e-mail:

    "Na sequência da realização da Sessão de Lançamento do 7º Programa-Quadro de Investigação da UE, organizada pela Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, no passado dia 19 de Janeiro, vimos confirmar a disponibilização na página do GRICES das apresentações proferidas na referida Sessão (www.grices.mctes.pt)

    Tal como anunciado anteriormente e durante a Sessão de Lançamento, o GRICES mobiliza actualmente os seus esforços, nomeadamente na organização de Sessões Sectoriais a anunciar e realizar brevemente em prol da participação nacional no 7º Programa-Quadro de I&D, nomeadamente ao nível dos Temas "Saúde" e "Alimentação, Agricultura e Biotecnologia".

    Outros eventos e iniciativas nacionais que visão igualmente os mesmos propósitos, a saber:

    * 7PQ - Da ideia ao projecto - Sessão organizada pela Universidade
    do Porto (FEUP, 15 e 16 de Fevereiro de 2007).

    * One day FP7 Finacial Workhsop - organizada pela Universidade de
    Lisboa e a Finance helpdesk/EFP Consulting (9 de Março de 2007)

    Por outro lado, gostaria ainda de aproveitar para introduzir, caso não seja já do conhecimento de V. Exa., a ferramenta eBook: The FP7 Coach: vehicle to success, que providencia apoio à preparação e submissão de uma proposta no 7º Programa-Quadro e igualmente ao nível da gestão do projecto já contractualizado."

    Outro e-mail:

    "Now the Seventh Framework Programme has been launched officially, we are pleased to introduce to you our eBook: The FP7 Coach: vehicle to success.

    The book is structured around six distinctive phases that are valid for each FP7 project. With practical examples, checklists, tables and flow charts, The FP7 Coach: vehicle to success explains how to prepare and submit a proposal that will maximise your chances. The book begins where the Guide for Applicants ends.
    In addition, this book describes how - once a contract has been established with the Commission - to carry out complex matters such as project management, administrative, legal, and regulatory aspects: administrative and financial burdens that can become a nightmare once the rules of the game are neglected, ignored, or misunderstood. With the aid of The FP7 Coach: vehicle to success, you will be able to spend more time working on the scientific part of your project, instead of worrying about administrative duties and paper work.

    The current version (1.1.0) has some 320 pages. Periodically, users will receive 250-300 additional and/or updated pages per year, which makes the eBook innovative in its own right.

    Please visit our website www.eurebooks.eu for more information, such as sample pages, Table of Contents, and a digital tour. We are confident that you will regard the book as an excellent value for money and are looking forward to hearing from you!"

    segunda-feira, janeiro 29

    mais ajudas

    A Hangar deixou umas ajudas preciosas que aqui reproduzo:

    Adapted from: Day, R.A. (1993). How to write and publish a scientific paper. 3rd Ed, Cambridge Univ. Press.

    The logic of IMRAD can be defined in question form:

    1. What question (problem) was studied ? The answer is the Introduction.
    2. How was the problem studied ? The answer is the Methods.
    3. What were the findings ? The answer is the Results.
    4. What do these findings mean ? The answer is the Discussion.

    How to prepare the Abstract (past tense)

    The abstract should provide a brief summary of each of main sections of the paper.
    1. The abstract should not exceed 250 words;
    2. It should state the principal objectives and scope of the investigation;
    3. It should describe the methodology employed;
    4. It should summarise the results;
    5. It should state the principal conclusions.
    6. Most or all of the abstract should be written in the past tense (work done).
    7. It should never give any information or conclusion that is not stated in the paper.
    8. Reference to the literature must not be cited in the abstract.
    9. It should contain no figure, or table references.
    10. It should not contain abbreviated terms.
    11. When writing the abstract, examine every word carefully and make it clear and concise.
    12. The use of clear, significant words will impress the editions and reviewers.

    How to write the introduction (present tense)

    a) The Introduction should:
    1. Supply sufficient background information to allow the reader to understand and evaluate the
    results of the present study without needing to refer to previous publications on the topic.
    2. Provide the Rationale for the present study. It should state briefly and clearly the purpose in
    writing the paper.
    3. References must be carefully chosen to provide the most important background information.
    b) The rules for a good Introduction are as follows:

    1. It should present first, with all possible clarity, the nature and scope of the problem investigated.
    2. It should review the pertinent literature to orient the reader.
    3. It should state the method of the investigation.
    4. It should state the principal results of the investigation.
    5. It should state the principal conclusion(s) suggested by the results.

    The purpose of the Introduction is to introduce the paper, thus the first rule (definition of the problem) is the cardinal one. If the problem is not stated in a reasonable, understandable way, readers will have no interest in your solution.
    This read map from problem to solution is so important that a bit of redundancy with the Abstract is often desirable. The introduction is the proper place to define any specialised terms or abbreviations that we intend to use.

    How to write the Materials and Methods Section (past tense)

    The main purpose of this section is to describe (and if necessary defend) the experimental design and then provide enough detail that a competent worker can repeat the experiments.
    Materials - include the exact technical specifications and quantities and source or method of
    preparation.

    Methods - the usual order of presentation is chronological.

    Headings - The materials and method section is the first section of the paper in which subheadings should be used. When possible construct subheadings that “watch” those to be used in results.
    Be precise! Statistical analysis are often necessary, but we should feature and discuss the data, not the statistics. Generally, a lengthy description of statistical methods indicates that the writer has recently acquires this information and believes that the readers need similar enlightenment. Ordinary statistical methods should be used without comment; advanced or unusual methods may require a literature citation.
    Do not make the common error of mixing some of the results in this section. There is only one rule for a properly written Materials and Methods section: Enough information must be given so that the experiments could be reproduced by a competent colleague.

    How to write the Results (past tense)

    There are usually two ingredients of the Results section:

    1. An overall description of the experiments, providing the “big picture”, without, however, repeating the experimental details previously provided in Materials and Methods.
    2. The data should be presented (representative data rather than endlessly repetitive data).
    It is often important to define even the emphatic aspects of your experiments. It is often good
    insurance to state what you did not find under the conditions of your experiments.
    Although the Results section of a paper in the most important part, it is often the shortest, particularly if it is preceded by a well-written Materials and Methods section and followed by a well-written Discussion.

    The Results need to be clearly and simply stated because it is the Results that comprise the new knowledge that you are contributing to the world. The earlier parts of the paper (Introduction, Materials and Methods) are designed to tell why and how you got the results; the later part of the paper (Discussion) is designed to tell what they mean. The results must be presented with clarify.

    Avoid redundancy - Do not be guilty of redundancy in the Results. The most common fault is the repetition in words of what is already apparent to the reader from examination of the figures and tables. Even worse is the actual presentation, in the text, of all or many of the data shown in the tables or figures.

    How to write the Discussion (present and past tenses)

    It is the hardest section to write. But there are some essential features of a good Discussion:

    1. Try to present the principles, relationships, and generalisations shown by the Results. And bear in mind, in a good Discussion, you discuss - you do not recapitulate the Results.
    2. Point out any exceptions or any lack of correlation and define unsettled points. Never take the high-risk alternative of trying to cover up or fudge data that do not quite fit.
    3. Show how your results and interpretations agree (or contrast) with previously published work.
    4. Don’t be shy; discuss the theoretical implications of your work, as well as any possible practical applications.
    5. State your conclusions a clearly as possible.
    6. Summarise your evidence for each conclusion.

    Other people’s work (established knowledge) should be described in the present tense, but your own results should be described in the past tense.
    In simple terms, the primary purpose of the Discussion is to show the relationships among observed facts.

    The Discussion should end with a short summary or conclusion regarding the significance of the
    work. When you describe the meaning of your little bit of truth , do it simply. The simplest statements evoke the most wisdom; verbose language and fancy technical words are used to convey shallow thought.

    How to cite the references

    Rules to follow:

    1. List only significant, published references. References to unpublished data, papers in press,
    abstracts, theses, and other secondary materials should not clutter up the references on literature
    cited section. If such a reference seems absolutely essential, you may add it parenthetically or as a footnote in the text.
    2. Check all part of every reference against the original publication before the manuscript is
    submitted and perhaps again at the galley proof stage.
    If a reference is worth citing, the reader should be If a reference is worth citing, the reader should be told why.

    How to state the Acknowledgements

    Two possible ingredients require consideration:
    1. You should acknowledge any significant technical help that you received from any individual,
    whether in your laboratory or elsewhere. You should also acknowledge the service of special
    equipment.
    2. It is usually the acknowledge any outside financial assistance.

    domingo, janeiro 28

    sobre concurso para Bolsas Individuais de 2006

    A FCT disponibilizou uma página com informações sobre o Concurso de Bolsas Individuais respeitante a 2006. O que transcrevo, diz respeito à situação repostada a 25 de Janeiro:

    "Informações sobre o Concurso de Bolsas de 2006
    (à data de 25 de Janeiro de 2007)

    No sentido de informar com rigor a situação, relativa ao Concurso de Bolsas de 2006, adiantam-se as seguintes informações :

    Introdução

    O Edital do concurso de 2006, anunciava que as bolsas a conceder só teriam início a partir de Janeiro de 2007. Posteriormente e aquando do anúncio do Compromisso com a Ciência foi anunciada a possível antecipação do início das bolsas para Outubro de 2006, facto particularmente relevante para os candidatos que realizam os seus doutoramentos no Estrangeiro pois ao contrário do que acontece em Portugal, é comum noutros países que os Programas de Doutoramento se iniciem em Outubro. À publicação da primeira lista provisória de ordenação de candidatos, seguiu-se o período de audiência prévia, e a publicação da lista final em Novembro de 2006. No entanto, desde Outubro que se iniciou a celebração dos contratos relativos aos processos de candidatura já aprovados na lista provisória e que se encontravam completos. Relativamente aos processos incompletos foi solicitado aos candidatos a quem tinha sido concedida a bolsa que completassem os seus processos o que tem vindo a ocorrer desde então.

    Alguns dados importantes

    No âmbito do Concurso de Bolsas de 2006 foi concedido um número total de Bolsas (BM+BD+BPD) de 2.415 que após a contabilização das desistências se cifra em 2.337.

    Ponto da situação sobre bolsas no estrangeiro:

    Das 2.337 bolsas concedidas, 287 foram concedidas para o estrangeiro, 540 para realizar no país e no estrangeiro (mistas), e 1.537 para o País.

    Das 287 concedidas para o estrangeiro, já estão assinados 120 contratos estando as transferências mensais a decorrer normalmente desde Outubro de 2006, 139 aguardam que o contrato enviado aos bolseiros seja devolvido após assinatura e 28 aguardam que os candidatos completem os processos. As bolsas cujos candidatos o tenham solicitado terão efeitos retroactivos a partir de Outubro de 2006.

    Ponto da situação global

    Das 2.337 bolsas concedidas já foram elaborados contratos para 1.125 dos quais 834 já estão a pagamento, a partir de Outubro, Novembro e Dezembro, e as restantes a partir do presente mês de Janeiro, todas com efeitos retroactivos a Outubro de 2006 se assim solicitado. Dos 1.212 contratos que estão por celebrar, 50% dizem respeito a bolsas cujo beneficiários declararam aquando da candidatura querer iniciar apenas as bolsas em 2007."

    Antecipar questões para a defesa da tese

    Apesar de a defesa ainda estar longe, gosto de ir reunindo as peças de algo que me pode ajudar, chegada a altura que fará culminar este processo. Por isso, resolvi aqui partilhar o relato de alguém que se deu ao trabalho de documentar a sua experiência. Cá fica.

    Working Notes, by Inna Kouper, "Standard questions asked during defense" [esta entrada é de 2004, entretanto a autora mudou para aqui]:
    • Why did you base your study on this model?
    • Why did you choose this methodology?
    • What is your theoretical contribution?
    • What are your findings in relation to original hypothesis?
    • What were the threats of internal validity in your analysis?
    • How could you use your study in a practical way?

    terça-feira, janeiro 2

    Bolsas Gulbenkian

    BOLSAS DE ESTUDO

    DESLOCAÇÕES DE CURTA DURAÇÃO AO ESTRANGEIRO

    NO ÂMBITO DE PROGRAMAS DE NÍVEL PÓS-GRADUADO

    Fundação Gulbenkian

    Entidade: Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa).

    Tipo de Bolsa: bolsas de estudo para a realização de estudos de pós-graduação no estrangeiro, com a duração de 16 dias a 3 meses. O objectivo principal é fomentar a aprendizagem, a recolha e consulta de bibliografia, a discussão e redacção de teses de doutoramento ou artigos científicos.

    Prazo de Candidatura: 1 de Fevereiro de 2007 - para deslocações a começar entre 16 de Abril e 15 de Junho de 2007.

    Procedimento de Candidatura: Só são aceites candidaturas preenchidas online. Deve conservar o recibo ao submeter o boletim. Os boletins enviados por e-mail ou em suporte de papel não são considerados. A(s) carta(s) de recomendação e a prova de aceitação a anexar à candidatura deverão obrigatoriamente ser enviadas para o e-mail bolsas@gulbenkian.pt e deverão ter o formato PDF ou JPG (o tamanho máximo recomendável é 2MB). Nesta documentação deverá sempre ser referido o primeiro e último nome do candidato.

    Mais informações em:

    http://www.gulbenkian.pt/home.asp

    Notícias sobre ciência e um ano em retrospectiva

    Em retrospectiva os acontecimentos mais marcantes no âmbito da Ciência, Tecnologia e Inovação, em Portugal e no Mundo. Neste último número de 2006 do e.Ciência foram convidados alguns especialistas, colaboradores habituais, a destacar o que de melhor se passou neste ano prestes a terminar e a perspectivar o que virá com 2007.

    É notória a importância dada nesta edição, tanto pelos colaboradores, como na selecção dos melhores feitos de C,T&I, aos acordos estabelecidos entre o governo português e algumas das melhores instituições de ensino e investigação dos Estados Unidos da América.

    Três Especialistas opinam sobre os principais acontecimentos de 2006 e o futuro em 2007

    Opinião de: Miguel Castanho, Departamento de Química e Bioquímica da U. de Lisboa

    Opinião de: Pedro Lima - I. Sistemas de Robótica - IST

    Opinião de: Tiago Outeiro - M.I.N.D. - U.S.A.

    Leia a mais recente edição da e.Ciência